segunda-feira, 9 de maio de 2016

Quem Você é no Reino




“O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.” (Romanos 8:16)
De acordo com Romanos 8:16, se você é nascido de novo, o Espírito Santo de Deus testifica no seu espírito que você é filho de Deus. Isso significa que você precisa viver como filho de Deus. De que forma? Seguindo os padrões divinos e não se submetendo aos conceitos errados deste mundo.
Todo o livro de Romanos traz direções para aqueles que nasceram de novo, ensinando como devem se comportar como filhos de Deus. Inclusive em Romanos 12:1 e 2, somos advertidos a não nos conformarmos com este século, mas nos transformarmos pela renovação da mente, que acontece quando nos submetemos à Palavra.
Viva para Deus
Como filho de Deus, você precisa viver para Deus. Quem vive para Deus pode até se assustar com as ‘novidades’ deste mundo, mas jamais pode se impressionar pelas normas ditadas pela sociedade, pela mídia. Ou seja, você não pode se moldar ao que é normal para o mundo, mas não é para Deus.
No mundo de hoje, temos visto como a sociedade aderiu a padrões que são contrários à Palavra de Deus. E se a Igreja não tomar cuidado, pode perder o direito de filho. Por quê? Porque o filho tem que viver neste mundo o padrão do Céu.
Você é criado por Deus com muito amor, com um amor infinito. E quanto amor o Pai tem nos dado! Não podemos ser como alguns filhos que são amados pelo pai biológico, e depois que crescem e começam a ouvir conselhos errados na rua, de pessoas que não querem o seu bem, se revoltam contra os pais e são desleais.
Não há nada pior para um pai do que um filho que não reconhece os benefícios que recebeu. É de se admirar como conselhos errados, de pessoas erradas, podem destruir um relacionamento familiar. E mais admirável ainda é destruir o relacionamento entre Deus e os filhos.
1. Cuidado com o que você ouve
Como um filho que vive para Deus, tenha cuidado com o que você ouve. Se não edifica, se não tem nada a ver com o Reino de Deus e com o amor que você tem recebido do Pai, não retenha. Em I Tessalonicenses 5:21, somos advertidos a examinar tudo, ou seja, ouvir tudo, mas só reter o bem, ou seja, o que é bom.
2. Apegue-se à Bíblia
Viver para Deus é se apegar à Bíblia, nosso livro de instruções, obedecendo aos princípios e seguindo todos os mandamentos. Viver para Deus é estar com os ouvidos atentos aos princípios da Palavra para não ser contaminado com conselhos errados, de pessoas que só trazem influência negativa.
Lembre-se de que o próprio Espírito testifica no seu espírito que você é filho de Deus. Então, você é filho de Deus por uma testificação interior que não pode ser demolida por problema algum, por nenhum conceito errado, nem por padrões impostos pela sociedade.
3. Tenha um testemunho irrepreensível
Como filho de Deus, sua vida deve ter a vida de Deus, de tal forma que, por onde você passar, as pessoas saibam que você é diferente. Quem se diz filho de Deus e não vive a vida de Deus tem a sua identidade de filho confundida. Isso não é bom nem para o Reino nem para quem se diz filho.
Para o mundo, é necessário que os filhos de Deus vivam como filhos de Deus, tenham um testemunho irrepreensível e não andem confundidos. Quem vive em confusão é o mundo, perdido em conceitos errados, porque jaz no maligno.
4. Assuma a natureza de filho de Deus
Quanto a você, quem você é? Você é filho de Deus e deve caminhar com essa certeza no coração. Como filho de Deus, você tem deveres e direitos que fazem de você um cidadão do Céu, mesmo morando na Terra. Quanto privilégio você possui!
Quem diz que somos filhos de Deus é o Espírito de Deus. Logo, não é você fazer autoafirmações, mas o Espírito testificar que você tem a natureza de filho. O Espírito Santo colocou em você o selo da salvação, como está escrito em Efésios 1:13.
Ser filho de Deus dá a você o passaporte para a vida eterna. Você é selado pelo Espírito Santo da promessa. Apegue-se à Palavra de Romanos 8:16. “O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.”
Não seja como alguns que são filhos, conhecem o que Deus tem para suas vidas, sabem que é o melhor, mas preferem caminhar seguindo o modelo imposto pelo mundo. Viva como filho de Deus, assuma a sua natureza de filho e não abra mão das promessas que estão reservadas para a sua vida.

A Crise Economica em 2016


Atualmente falamos na crise econômica de 2016, não como uma possibilidade, como era comentado no início do ano, mas sim como uma continuação piorada da crise que se abateu sobre o país este ano.
Não se trata mais de indagar se a crise econômica irá acontecer ou não em 2016, pois essa questão já foi esclarecida, trata-se agora de saber o quanto pior será, já que depois de um ano onde nenhum dos fatores estruturais da economia brasileira a piora do cenário econômico é dada como favas contadas.
A questão agora é saber qual será o tamanho da crise econômica de 2016 e de que forma ela irá impactar os diversos setores da economia e também as finanças das pessoas.

Os motivos para a crise econômica de 2016

Tirando o governo atual, qualquer pessoa com um mínimo de conhecimento de economia e finanças, vê tranquilamente os sinais de deterioração do quadro econômico por todos os lados. Não precisa nem ler revistas e relatórios de consultorias especializadas, basta fazer suas compras mensais em qualquer supermercado, concorda?
O artigo O Fim do Brasil – O segundo mandato, publicado pela consultoria Empiricus, provocou um grande alvoroço no mercado, mas na verdade ele simplesmente listou as análises e conclusões que já vinham sendo comentadas em diversos ambientes empresariais.

A crise econômica de 2016 tem como raiz a credibilidade

O motivo para a atual crise no Brasil, atualmente foge da questão econômica e passa pela questão de credibilidade. O Gobierno brasileiro parece sofrer de uma patologia qualquer que não o deixa falar a verdade.
O principal fator que alimenta a crise econômica de 2016 é a completa falta de credibilidade do governo e sua equipe econômica. Por que as medidas de ajuste fiscal não passaram? Simples, ninguém vai colocar dinheiro na mão de um governo que não sabe como aplicá-lo em prol do desenvolvimento da nação.
A presidente Dilma é vista pela parte pensante da sociedade como uma pessoa perdulária a qual não se pode deixar qualquer dinheiro na mão, porque ela o gastará mal. Isso, quando estes recursos não são desviados para sustentar o “projeto criminoso de poder” do Lulopetismo, como muito bem dito pelo ministro do STF, Gilmar Mendes.

A inflação continuará em alta em 2016

A inflação continuará de vento em popa em 2016. É certo que o ritmo será bem menor do que foi em 2015, alavancada pelo aumento de preços controlados, como o da energia e gasolina. Esses dois itens, usados como peças do estelionato eleitoral na campanha presidencial, agora estão relativamente alinhados e por isso mesmo, não teremos grandes sustos nesse front.
É claro que a inflação não ficará nos níveis projetados pelo governo, números que ninguém mais acredita, mas certamente não deverá atingir o nível estratosférico deste ano. Mesmo assim existem outros fatores a serem ponderados.
A alta do dólar, prevista para 2016 exercerá uma forte pressão inflacionária, principalmente sobre os preços dos alimentos, alguns deles tão básicos como farinha de trigo e outros que impactam de forma mais arrasadora sobre as famílias de baixa renda.

Dólar deverá continuar em alta

A crise econômica de 2016 é inevitável. Veja quais são os motivos que levarão o Brasil a uma nova crise econômica em 2016.
Os motivos da crise econômica de 2016
O dólar continuará sua trajetória de alta, chegando facilmente a R$ 4,50 até o final do ano, isso se não houver uma deterioração ainda maior do quadro político institucional que injete uma dose a mais de incertezas, situação onde em termos de cotação, o céu será o limite.
A crise econômica de 2016 tem como característica principal a perda de credibilidade, não só no governo, como também de sua política econômica. O reflexo disso será a perda do grau de investimento do Brasil, o que fará com que a moeda americana suba ainda mais.
Outro fator que deverá influenciar a alta do dólar será a decisão do Banco Central Americano de elevação das taxas de juros nos Estados Unidos. Isso fará com que investidores ao redor do mundo corram para a segurança dos títulos públicos americanos e injetará mais um pouco de pressão nas cotações aqui no Brasil.
Essa alta do dólar será benéfica para quem exporta, pois conseguirá mais Reais por Dólar exportado, mas em termos de inflação será mais um desastre que acertará em cheio as já combalidas finanças dos brasileiros, dando origem a distúrbios de rua e convulsão social.

A possibilidade da convulsão social

Outro ingrediente da crise econômica de 2016 será a possibilidade de convulsão social. O Seguro Desemprego criou uma espécie de colchão para as pessoas que estão sendo demitidas e por isso, os reflexos nefastos do desemprego ainda não foram sentidos em sua plenitude.
Passado o Carnaval, e com o fim deste colchão fará com que as pessoas caiam em si e aí sim o desespero se fará presente. Sem a possibilidade de conseguir uma nova colocação no mercado de trabalho em função da total inexistência de vagas, o desespero se abaterá sobre as famílias.
O resultado disso serão manifestações cada vez mais numerosas e violentas como as que houveram no Rio de Janeiro e outras capitais durante a crise na década de 80. Os atos de vandalismo, embora reprováveis, serão inevitáveis diante do desespero das pessoas desempregadas e sem dinheiro para comprar até alimentos.

Restrição de crédito

As empresas sofrerão bastante com os efeitos da crise econômica de 2016, principalmente aquelas que dependem de crédito abundante para manutenção dos seus negócios.
Por uma questão de coerência econômica, diretriz que rege as decisões do mercado financeiro, ao contrário do que acontece na equipe econômica atual, os bancos deverão reduzir suas linhas de crédito, tanto a pessoas físicas quanto jurídicas.
Com a instabilidade na economia e no cenário político, o risco de inadimplência cresce e isso faz com que imediatamente os bancos aumentem a rigidez das suas condições para concessão de crédito.
O resultado será um cenário ainda mais difícil para se obter financiamento nas instituições privadas, já que para elas, é mais seguro aplicar o caixa em títulos federais, que pagam uma das taxas de juros mais altas do planeta, e pelo menos teoricamente, é um investimento mais seguro.
Como os bancos públicos estarão na mesma situação, e até mesmo, por imposições regulatórias, também não terão como evitar a redução de crédito. Neste cenário, a obtenção de empréstimos se transformará em um desafio a mais para as empresas neste momento de crise.

Como o empreendedor deve se preparar

Para os empreendedores, a melhor recomendação é que se preparem para tempos ainda mais difíceis. Não estou falando de desespero e desânimo, pois ao contrário do que muita gente imagina, momentos de crise podem ser épocas de grandes oportunidades de negócios.
O Barão de Rothschild dizia que o melhor momento para ganhar dinheiro é quando o sangue corre nas ruas. As crises sempre foram um campo fértil para boas oportunidades de negócios.
Talvez seja o momento de retardar alguns investimentos, adiar decisões estratégicas que envolvam expansão de negócios onerosas e esperar para que se tenha uma visão melhor do que está para vir por aí.
É certo que o Brasil não vai parar, mas certamente observaremos uma redução do nível de atividade econômica maior ainda do que a que já estamos sentindo nos últimos meses.

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Andreza Conde & Cleiton Silva


Como poderia começar? Dizendo que você é o namorado mais perfeito do mundo, que eu te amo mais do que qualquer coisa que exista na face da terra ou que eu quero ter você para sempre na minha vida?

Tudo que eu disse você já sabe e creio eu que está cansado de ouvir, enjoado das mesmas palavras de sempre. Eu paro e olho para você com esse rosto lindo, esses olhinhos que pedem carinho e atenção todas as horas do dia, os mesmos olhinhos que poderiam iluminar toda minha vida, sem precisar da ajuda do sol ou de algumas lâmpadas escondidas por aí.
Ainda olhando pra você, vejo essa boca que me chama de princesa várias vezes e que quando o meu coração escuta, ele quase para. Essa pele macia que ao tocar em mim faz meu peito estremecer, esses braços que me envolvem e me protegem do mundo, que não deixam que nada de ruim aconteça comigo, esses pés que me guiam por onde quer que eu vá e que eu sei que sempre vão estar ali para me guiar quando eu não souber qual caminho seguir.
Você é um namorado perfeito, não tenho dúvida nenhuma em relação a isso, você sim, sabe cuidar de mim, sabe me deixar tranquila quando tudo cai ao meu redor, me protege de tudo e de todos, não deixa que nada de ruim aconteça, não deixa que ninguém faça maldade comigo e me ensina também a não deixar que ninguém faça nada quando não tenho você para me proteger.
Você é a minha base, o meu sustento, aquele que me dá forças para levantar, aquele que me dá forças para aguentar todo esse mundo, todas essas pessoas.
Você sabe como era minha vida antes, para mim é uma memória distante mas que ainda mora no canto obscuro do meu coração, como uma cicatriz que as vezes coça e arde.
Você trouxe luz para a minha vida, me salvou de tudo que estava acontecendo comigo, me tirou de uma vida que não pertencia a mim.
Obrigada por ter me aceitado na sua vida, por ter aberto uma portinha para mim no seu coração, por ter deixado eu tomar conta de você, por me perdoar várias vezes, por ser quem é, por cuidar de mim melhor do que qualquer pessoa, por estar sempre do meu lado, enxugar minhas lágrimas e não deixar elas caírem, por me deixar ser quem eu sou sem precisar de mudar meu jeito, por me amar mais do que qualquer coisa do mundo…
Meus sentimentos por você são os mais sinceros e verdadeiros, sentimentos que nenhum outro ser humano consegue sentir, é uma dádiva de Deus. Eu nunca vou te trocar, eu não quero cometer erros com você e nem vou, não consigo te magoar e nem fazer você sofrer. Quero sempre te deixar feliz, te fazer rir, te dar beijos de surpresa, te roubar beijos, te surpreender várias vezes e ser feliz para sempre com você.
Eu te amo mais do que você pensa.

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Sexo, dinheiro e poder devem ser "usados para glorificar a Deus", segundo John Piper

John Piper é pastor, escritor e chanceler do Seminário Bethlehem, de Minnesota (EUA). (Foto: Desiring God)
John Piper é pastor, escritor e chanceler do Seminário Bethlehem, de Minnesota (EUA). (Foto: Desiring God)
Enquanto dinheiro, sexo e poder podem ser perigosos se usados incorretamente, eles também devem ser vistos como presentes que podem ser usados ​​para glorificar a Deus. É o que o pastor e escritor John Piper alerta em seu novo livro "Vivendo na Luz: Dinheiro, Sexo e Poder".
Teólogo e chanceler do Seminário Bethlehem, de Minnesota (EUA), Piper disse em um de seus artigos recentemente publicados, que o foco de seu novo livro de 150 páginas está nos perigos desses três fatores - dinheiro, sexo e poder - mas também nas recompensas que estas coisas podem trazer, se utilizadas corretamente e de forma respeitosa.
O professor evangélico explicou no artigo publicado em seu site oficial 'DesiringGod.org', que "dinheiro, sexo e poder não são apenas perigos. Eles são potenciais. Eles estão presentes. Eles são oportunidades para exaltar o nome de Deus e promover a Sua causa o mundo".
Piper inicialmente usou a metáfora de um iceberg para explicar os perigos destas três temáticas, sugerindo que vemos apenas a "ponta" dos perigos potenciais dessas tentações. Mas ele também alertou existem os efeitos positivos que cada uma dessas coisas podem surtir.
Em última análise, "[...] dinheiro, sexo e poder são bons presentes de Deus que podem ser utilizados com grande amor e eficácia no atendimento a outras pessoas e para glorificar a Deus," Piper explica.
Estas coisas foram originalmente criadas como presentes, o teólogo continua, e se eles acabam sendo usados ​​como "instrumentos de pecado" é porque os distorcemos desta forma.
Porque "dinheiro, sexo e poder, todos têm um potencial único para expressar o valor e a beleza de Cristo", então nós, como cristãos devemos trabalhar para "definir, derrotar e implantá-los", Ou seja, "é preciso definir essas coisas, derrotar o seu potencial pecaminoso e implantar o seu potencial para serem trabalhados como presentes de Deus".


FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN POST
ATUALIZADO: QUARTA-FEIRA, 4 MAIO DE 2016 AS 2:08

terça-feira, 3 de maio de 2016

Mensagem aos jovens

Tarefa desafiante é escrever aos jovens. Arrisco-me, entretanto, pois quem há de orientar a juventude? Como ajudar os jovens, expansivos em suas realizações, enérgicos em seus sonhos e potentes em seus ideais?
Mestres traçaram diretrizes e deram eficiente colaboração com suas penas afiadas, seus verbos e adjetivos vibrantes e seus exemplos e modelos. Assim é que temos Rui Barbosa com sua "Oração aos Moços"; Daltro Santos em suas "Palavras à Juventude"; Jorge Lyra com seu "Conselho de Mestre" e outros. São obras de literatura, contendo muita retórica, filosofia e pedagogia que não preenchem as lacunas existentes nas vidas dos jovens de hoje.
Entretanto, existe um livro muito antigo, que não está envelhecido nem esquecido como os demais. Nele encontramos a orientação mais completa para a juventude. Refiro-me à Bíblia, que se ocupa em muitas páginas com os jovens, apresentando aqueles que foram exemplares. Fala de José do Egito, como exemplo de virtude, pureza e temor a Deus. Fala de Daniel e seus companheiros, como modelos de piedade, abstinência e obediência. Fala da jovem Rute, exemplo de apego e fidelidade. Fala de Ester, como alguém a imitar em situações críticas.
No Livro Sagrado, também encontramos Timóteo, um jovem modelo de consagração, de cultura, da palavra inspirada e da vocação ministerial. Paulo escreveu a Timóteo: "Ninguém despreze a tua mocidade " (1 Tm 4.12). João se dirigiu aos jovens: "Escrevi-vos, jovens, porque sois fortes e a Palavra de Deus habita em vós, e já vencestes o maligno " (1 Jo 2.14). Temos aqui o que é de valor eterno para a juventude.
O modelo supremo para a mocidade foi o moço mais excelente, que é sobre todos os moços, exemplo em tudo e para todos naquilo que devemos ser e realizar: Jesus Cristo. Ele foi moço e amou os moços. Ele se dirigiu ao "jovem de qualidade"e, em seu amor, apelou para sua fé e renúncia ao egoísmo e individualismo. Apela ainda aos moços de hoje! Jesus tinha no moço João o discípulo mais intimo, chamado de "aquele a quem Jesus amava" e pudera ter Ele a mesma intimidade com os moços de hoje! Jesus se hospedava com intimidade e mor no lar dos moços Lázaro, Maria e Marta e quer se hospedar na vida dos jovens de hoje (Ap. 3:20).
Moços de nossa igreja, sigam o conselho do sábio Salomão: “Lembra-te do teu Criador, nos dia da tua mocidade” (Ec 12.1)
Tácito da Gama Leite
Dr. Tácito da Gama Leite Filho   é escritor, autor de 84 Livros; doutor em Teologia (Pontifícia Universidade Católica - RJ); doutor em Psicologia (Florida Christian University, Miame - FL - USA); fundador e diretor do CETEO - Centro de Estudos Teológicos Brasileiro - www.ceteo.com.br   

Tá tranquilo. Tá favorável. Tá mesmo?

MC Bin Laden é autor do sucesso "Tá Tranquilo, Tá Favorável". (Foto: Correio 24 Horas)
MC Bin Laden é autor do sucesso "Tá Tranquilo, Tá Favorável". (Foto: Correio 24 Horas)
Os tempos são comprovadamente intranquilos e desfavoráveis. Mas a música do Mc Bin Laden, até o momento em que estava escrevendo este texto já contabilizava no youtube mais de 31 milhões de visualizações no clipe oficial, resultado esse que deixa tudo bem tranquilo e favorável. Principalmente para o artista, é claro.
Não quero entrar no mérito se a música é boa ou ruim, cada um com seu gosto e cada um respeitando o outro e o outro o um. Mas que intriga num tempo nada favorável e nada tranquilo como o atual ver o enorme sucesso da dita música, intriga.
Tenho tido o privilegio de me relacionar com gente que se encaixa em categorias desde muito pobre até muito rica. Nessa escala, não vejo tranquilidade em praticamente ninguém. Todos estão assustados, apreensivos, depressivos. Todos gostariam de respostas, mas ninguém as tem. É como pergunta o compositor João Sergio na música “O amanhã”, cantada por Simone: “Como será amanhã? Responda quem puder o que irá me acontecer?”
Na poesia de João Sergio, aparecem muitos que se oferecem para responder: cigana, bola de cristal, jogo de búzios, cartomante, mensagem zodiacal, realejo, o desfolhar de pétalas em bem-me-quer ou mal-me-quer. E as perguntas sobre o amanhã seguem sem respostas até surgir a única resposta coerente: “O meu destino será como Deus quiser.”
É isso. Sobre o amanhã nada sabemos, apenas Deus sabe o que virá. O hoje, no entanto, segue desfavorável e bem intranquilo. Como disse, na escala de amigos que tenho, alguns estão sofrendo por milhões e outros por centenas de poucos reais, cada um sofrendo proporcionalmente a sua condição social. O detalhe que me chama a atenção é que a angústia, a incerteza, o medo, as ameaças a saúde, o pavor, a sensação de impotência, enfim, todos esses sentimentos são iguais para todos.
Voltemos a pergunta, por que o tá tranquilo, tá favorável, do Mc Bin Laden faz tanto sucesso? Encontro a resposta em nossa teimosia brasileira e em nossa fé racional. Trabalhamos, ralamos, estudamos, encaramos sol e chuva, levantamos de tombos, suportamos afrontas, engolimos humilhações e, a cada dia, encontramos forças para sofrer tudo isso novamente, simplesmente porque acreditamos que conquistaremos um tempo verdadeiramente tranquilo, absolutamente favorável. Um tempo que a fé chama de kairós de Deus, quando as coisas somente acontecem nos prazos e datas da agenda do céu.
No mais, não permita que qualquer intranquilidade ou coisas e pessoas desfavoráveis matem sua vontade de viver, ainda que nessa fase da sua vida tudo esteja negativo e sem perspectiva, em Cristo, chegará o dia no qual tudo finalmente ficará tranquilo e favorável.
Paz!


FONTE: GUIAME, EDMILSON MENDES
ATUALIZADO: SEGUNDA-FEIRA, 25 ABRIL DE 2016 AS 4:44

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

ADEUS DJ D12 - ABATIDA PERFEITA AQUI SILENCIOU,MAS NO CÉU COMEÇOU!!!

Marcelo D12: A batida perfeita agora ecoa na eternidade

Vítima de um acidente na manhã deste domingo (21), o falecimento do DJ Marcelo D12 causou grande comoção em Manaus.
Além de DJ, Marcelo era um empreendedor nato, mostrando todo o seu talento através da Impressão Dadora e D12 Sound Music. Casado, teve a oportunidade de ver esta semana seu grande amor recebendo a graduação em Relações Públicas.
No último dia 9, fez aniversário distante de sua casa, em Dourados (MS), pois estava cumprindo a missão de sua vida que era atrair as pessoas para Jesus através da frase que marcou seu ministério: “a batida perfeita”. Através da thecno music, D12 marcou uma geração dentro do cenário gospel, se tornando uma referência nacional.
No início desta semana, postou em suas redes sociais uma meditação bíblica que falava sobre a morte. Nela Casonato escreveu: "Tragada foi a morte na vitória. Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória? Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Mas graças a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo. Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor. 1Co 54b-58 Confiando em Jesus podemos viver uma vida de serviço a Deus e ao semelhante. Ele nos promete a vitória final”.